astrologia vedica
youtube blogspot orkut twitter facebook

YOGA: A RE-INTEGRAÇÂO

yoga

A palavra yoga vem do termo em sânscrito yuj, que significa unir. Yoga é a ciência que nos ensina o método de unir nossas partes num todo, nosso ser com o Universo.

A meta do yoga é, assim, estabelecer conexões, por meio do controle das funções da mente. O praticante de yoga, usando diferentes técnicas respiratórias (pranayamas), posturas (ásanas), posições da mão (mudrás) e cânticos rituais (mantras), pode purificar os canais de fluxo de energia (nadis) do seu corpo, aumentar sua concentração, aprimorar sua prática de meditação e estabelecer uma maior conexão entre os centros de energia de seu corpo (chacras), e entre este e o corpo universal. O yoga, portanto, ensina a como se alimentar melhor, como evitar doenças, como controlar as emoções, enfim: a como ter uma vida mais saudável, feliz e integrada.

Inspire, expire

Em qualquer situação, você pode praticar alguns exercícios respiratórios do yoga, chamados pranayamas, e ninguém precisa perceber o que você está fazendo... Faça a qualquer momento: eles só trarão benefícios!

Sente-se em posição confortável. Inspire pela narina esquerda, bloqueando a narina direita com o dedo polegar da mão direita. Mantenha o ar bloqueado e depois expire lentamente pela narina direita, bloqueando a narina esquerda com o dedo mínimo da mão direita. Mantendo a narina esquerda bloqueada, inspire lentamente, enchendo seu pulmão, depois o diafragma e depois a barriga de ar. Bloqueie a narina direita e expire lentamente.

O ar deve necessariamente entrar, permanecer e sair de maneira lenta e sem ser forçado. Não pode haver dor e nem pressão sobre os ouvidos, olhos, ou qualquer outra parte do corpo. Quando você inspira por uma narina, deve expirar pela outra. O tempo que o ar permanecer dentro de sua barriga deve ser o maior possível, dentro de sua possibilidade (se sentir dificuldade, ou tiver algum problema de saúde, como pressão alta, não faça retenções, ou não pratique sem a orientação de um especialista).

O número de pranayamas ideal é de pelo menos trinta vezes para cada prática. Dessa forma, e com uma prática diária, de pelo menos quatro vezes ao dia, todos os canais de energia tornam-se limpos e purificados. O suor oriundo desta prática deve ser esfregado ao corpo, quase como um bálsamo.

Quando o pranayama é praticado correta e regularmente, doenças como asma, tosse, gripe, dor de cabeça, dor de ouvido, problemas nos olhos e todos os incômodos de origem respiratória são erradicados. A pele ganha brilho e o intestino trabalha melhor. Pratique! Sua saúde agradece.

© 2012, Astrologia Védica. Todos os direitos reservados.